OPÇÃO PELA JUSTIÇA

“Os justos (…), seguindo o sólido e reto caminho da justiça, em que se encontram, são já felizes, na medida do possível sê-lo neste infeliz mundo e embarcados no trem da vida, vão e correm muito, sem parar, para a pátria, onde chegarão logo e com segurança” (O trem. Barcelona 1857, p. 11s)

Os justos… palavra pouco frequente em nosso vocabulário cotidiano. Quem são os justos? Os que fazem as coisas corretamente? Os que dão a cada um o que lhe pertence? Os que pretendem amar a Deus, mas sem preocupar-se com os demais?

A palavra justiça no vocabulário bíblico significa muito mais que no âmbito jurídico. O Sínodo dos Bispos de 1971, no seu documento “A justiça no mundo”, faz uma boa síntese:

“No Antigo Testamento, Deus se revela a si mesmo como libertador dos oprimidos e defensor dos pobres, exigindo dos homens a fé n’Ele e a justiça com o próximo. Somente na observância dos deveres de justiça se reconhece verdadeiramente Deus libertador dos oprimidos. Cristo, com sua ação e sua doutrina, uniu indissoluvelmente o relacionamento do homem com Deus e com os demais homens. Cristo viveu sua existência no mundo como uma doação radical de si mesmo a Deus para a salvação e a libertação dos homens. Com sua pregação proclamou a paternidade de Deus sobre todos os homens e a intervenção da justiça divina a favor dos pobres o oprimidos (Lc 6,21-23). Desta maneira, Cristo mesmo se fez solidário com estes seus ‘pequenos irmãos’, até chegar a afirmar: ‘Todas as vezes que fizestes isso a um destes meus irmãos mais pequeninos, foi a mim mesmo que o fizestes’(Mt 25, 40)”.

O compromisso pela justiça e pela paz não é um acessório na vida cristã; surge das mesmas entranhas da fé. Ser justo é realizar o sonho de Deus sobre nossa vida e a justiça consiste em que a humanidade inteira responda ao sonho do seu Criador… E Deus sonha com que todos sejamos irmãos e a humanidade inteira goze dos bens da terra enquanto caminha até os bens eternos.

Estou comprometido com a Justiça, a Paz e a Integridade da Criação?

Adicionar Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Style switcher RESET
Body styles
Color scheme