AMOR A DEUS E AO IRMÃO

“E vós, Minha Mãe, quereis que eu, sendo um irmão destes infelizes, olhe com indiferença sua fatal ruína? Ah! não, nem o amor que tenho a Deus, nem o amor ao próximo podem tolerar isto; pois, como é possível eu tendo caridade ou amor de Deus, ao ver meu irmão necessitado, não o socorra? (Aut 158).

A pergunta que inicia a frase é retórica, não é uma autêntica pergunta, mas uma reafirmação de uma convicção. Supõe a resposta que sublinha a seguir. “Deus” e “próximo-irmão” são duas palavras que sempre aparecem unidas no vocabulário de Claret. É impossível separá-las.

Nesta oração que Claret dirige a Maria, sua Mãe querida, vemos vários detalhes, que se convertem em autênticas lições de vida. Entre outros, estes:

  • Aquela religiosidade mariana que excluía o amor concreto, expressivo, com palavras e obras para com o próximo necessitado, não é uma religiosidade evangelicamente sadia e nem sequer uma religiosidade desejável. Tem um defeito capital: ninguém pode sentir-se filho de Maria se não se sente, ao mesmo tempo, irmão do próximo.
  • A indiferença é certamente um vírus sutil, mas muito daninho, que impossibilita tanto o nascimento do amor. É cegueira do coração diante da necessidade do próximo. Era a enfermidade que padecia o rico Epulão; afetava-lhe a vista e o impossibilitou de ver o pobre Lázaro diante da porta da sua casa. Não nos consta que o rico tenha feito alguma coisa a Lázaro. E, diante da eterna pergunta de Deus dirigida primeiro a Caim e depois a todos: “Onde está o teu irmão?” a surdez foi um pretexto que Deus não atendeu.
  • Duas ações recomendáveis para quem procura viver como cristão: “ver” e “fazer”. Nesta mesma ordem e sem deixar que nada interrompa a sequência: se unem assim a mística dos “olhos abertos” e a ação das “mãos trabalhadoras”. Esta é a dinâmica da compaixão.

Convidamos o leitor a perguntar-se se seu relacionamento com Maria o tira da sua indiferença e o leva à compaixão. Poderia mostrar para você mesmo as razões da sua resposta?

 

Adicionar Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Style switcher RESET
Body styles
Color scheme