A MATURIDADE SE TRADUZ EM EQUILÍBRIO

“Proponho conservar-me sempre com o mesmo humor e equilíbrio, sem deixar-me dominar nunca pela ira, impaciência, tristeza, nem pela alegria excessiva, lembrando-me sempre de Jesus, de Maria e de José, que também tiveram suas penas e maiores que as minhas” (Aut 650)

É uma boa proposta que você pode fazer para hoje. Estamos muito preocupados por conservar o aspecto, o cuidado externo. Como Claret, proponha-se conservar-se na serenidade, no equilíbrio.E terá, sem dúvida, um bom aspecto. Notarão todos os que se encontrarem com você. Inclusive aqueles que terminarão enchendo sua paciência. Não deixe que a realidade o domine, seja você o dono dela.

Será isto possível? Conservar sempre o mesmo humor, e um bom humor? Olha que há dias com motivos de sobra para a ira, impaciência, tristeza. Às vezes, sem sair de casa. Não digamos quando dirigimos um carro ou no trabalho. Como não deixar-me dominar pela ira depois da ingratidão ou do maltrato? Como não sentir a impaciência em meio a tanta preocupação e sem saber os resultados? Como não encher-me de tristeza depois do que aconteceu?

Facilmente o dia e a vida nos vestem de ira, impaciência e tristeza. E nosso aspecto vai se tornando deplorável. Também há dias em que tudo é alegria, dias em que você não cabe dentro de si, em que a euforia não o deixa ver o sofrimento dos outros, em que não repara em gastos ou que atropela o diálogo com a falta de escuta por ter tudo claro e fácil para você.

Poderá ser de outra maneira? Faça um esforço para conservar-se no amor e terá o mesmo humor. Já sei, já tentou e fracassou, superou suas forças. Claret nos propõe olhar para Jesus, lembrarmo-nos d’Ele. Olhar para Jesus para aprender d’Ele. Ter um coração como o d’Ele, sentir como Ele. Levantar o olhar e o coração a Deus e aos homens e mulheres de Deus, começando por Maria e José.

Se dúvida eles passaram por problemas, situações difíceis, sofrimentos, incompreensões, compromissos, perseguições. É possível conservar-me na paz se meu coração, minhas raízes, meu olhar permanecerem em Deus e em suas testemunhas.

Que situações tiram sua serenidade e o levam à ira, à impaciência, à tristeza ou à euforia descontrolada? Como conservar-se na serenidade? Convido-o a orar comigo: Pai, que a ira, a impaciência e a tristeza não sejam em mim mais fortes que o seu amor.

Adicionar Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Style switcher RESET
Body styles
Color scheme